terça-feira, 4 de novembro de 2014

Revenge



                I’ll make you feel the heat of my blood, 
                but only when I feel yours 
                in my tongue.

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Mãe

Mãe, deixe a luz acesa
Eu quero enxergar a escuridão
Tomando conta
De minha mente e de
Meu corpo e
De mim.
Mãe, deixe a porta aberta,
Eu quero encarar
Todos os monstros
Antes que eles se escondam
Dentro de minha cabeça
E me aterrorizem
Mãe, fica comigo esta noite
Está frio aqui fora
E sua sepultura
Me faz lembrar
De todos os pesadelos
Que já tive
Em noites sem luar
Mãe, você pode me ouvir?
Pois eu te escuto
No meio da noite
Chamando meu nome
Mãe, você não está sozinha
Estou aqui
E lhe trouxe flores
Mas logo elas morrerão,
E eu estarei agarrado
À morte
Mais uma vez.
Mãe, me desculpe pelos meus erros
Sei que não poderá lê-lo,
Mas este bilhete
Diz o quanto te amo
E o quanto quero me juntar
À ti.
Mãe, já pode apagar a luz
Estaremos juntos essa noite
E nada vai nos separar
Nem a vida,
Nem a morte.
 

© 2009Dead Souls | by TNB